Conheça os tipos de lentes intraoculares para catarata

A escolha da lente intraocular, ou seja, que vai dentro dos olhos, é essencial para o sucesso da cirurgia de catarata. Com qualidade muito superior às lentes comuns, alguns tipos de lentes intra-oculares também podem melhorar outras doenças oculares, trazendo ganhos à visão funcional, ou seja, a capacidade das pessoas usarem a visão em atividades da vida diária. 


As lentes intraoculares são cristalinos artificiais implantados no olho para substituir o cristalino que ficou opaco com a catarata. Essas lentes são diferentes das lentes de contato, que são colocadas sobre a superfície da córnea e têm como objetivo corrigir outras doenças como astigmatismo, hipermetropia e miopia. 


Podem ter materiais diversos, como silicone e acrílico. Algumas contam com um filtro de luz amarela que serve para proteger os olhos sensíveis à luz azul.


Essas lentes surgiram no fim da década de 40 e foram criadas pelo inglês Harold Ridley. Naquela época, as lentes eram feitas de plástico rígido, uma realidade distante dos produtos utilizados atualmente. 


Hoje em dia, por exemplo, praticamente não se usa mais lentes rígidas, pois estas não podem ser dobradas para sua inserção. Isso exige uma incisão muito maior durante a cirurgia. Além disso, as lentes rígidas não são auto selantes, tornando necessário o uso de pontos e aumentando riscos de infecção.


Por outro lado, as lentes flexíveis podem ser dobradas para passar por uma incisão bem menor e dispensam a sutura. Outro ponto positivo é que as lentes flexíveis também podem corrigir outros problemas de visão.


Tipos de lentes intraoculares para catarata


As lentes intraoculares se dividem em dois tipos: monofocais e multifocais. As monofocais ajustam a imagem para um determinado ponto e distância (por exemplo, para enxergar de longe), de forma que o paciente ainda dependerá do uso de óculos ou lentes corretivas caso necessite uma solução mais completa.


As lentes monofocais podem ser não tóricas ou tóricas. A diferença da monofocal tórica para a não tórica é que a primeira também possibilita a correção do astigmatismo. Elas melhoram a visão para longe, mas o paciente ainda dependerá de óculos para enxergar de perto. 


Lentes mais modernas são do tipo multifocais. Elas possibilitam a visão em vários pontos focais, ou seja, melhoram a visão de perto e de longe. Dessa forma é possível reduzir significamente ou até mesmo eliminar a necessidade de óculos. Neste sentido, as lentes multifocais tóricas são ainda mais completas, pois corrigem a catarata, o astigmatismo e ainda oferecem ampla faixa de visão.


Bruno Diniz é diretor clínico da Vistta Oftalmologia, especialista em retina, vítreo e catarata. É Doutor em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo.

Envie-nos uma mensagem que entraremos em contato em breve.